macOS 11 Big Sur é apresentado com novo UI

macOS 11

O macOS é um sistema usado por vários tipos de utilizadores, desde estudantes, profissionais, programadores e muitos mais. Este ano, o macOS viajou até Big Sur e deu, finalmente, o salto do 10 para o 11.

Novo UI

O design do macOS sempre se manteve muito semelhante durante os últimos anos. Com o Big Sur a Apple traz novos ícones, janelas mais redondas de modo a ter maior consistência entre aplicações e sistemas operativos, e muitas mais novidades. Além disso, o novo design traz mais claridade, e menos complexidade visual.

Novo design do macOS 11

O centro de controlo chegou finalmente ao macOS! Desta forma será muito mais fácil alterar definições como o brilho do ecrã e ativar ou desativar o dark mode, tal como no iOS e iPadOS. Além disso, também os widgets migraram do iOS e iPadOS para o macOS.

A Apple mudou todas as aplicações. Por exemplo, o Finder passa agora a ter uma toolbar mais compacta; a aplicação do Mail tem mais cor, glyphs de lado e toolbar reorganizada para ter tudo mais à mão.

Como dissemos recentemente, a Apple redesenhou a aplicação de Mensagens com todas as novas funcionalidades presentes no iOS. Não só a aplicação de mensagens como também a aplicação dos Mapas foi redesenhada. Ambas foram importadas do iOS através da tecnologia Catalyst, juntando-se a todas as outras que a Apple foi importando ao longo dos anos.

Conjunto de apps para Mac baseadas na tecnologia Catalyst

Safari

O Safari sofreu grandes alterações, não só de design, mas também internas. Foram feitas melhorias a correr javascript de forma a fazer as páginas carregarem mais rápido. De facto, o Safari consegue carregar páginas 50% mais rápido que o Chrome, continuando a poupar bem mais bateria.

Diferença de desempenho do Safari vs Chrome

Como é óbvio, a Apple recriou o Safari com foco na privacidade dos utilizadores. Desta forma, implementou um sistema de “Inteligente Private Protection”. Este irá avisar o utilizador no caso das suas palavras-passe serem comprometidas e fazer relatórios de privacidade.

As extensões terão uma página dedicada na App Store. Com foco na privacidade, o utilizador terá o poder de escolher quais as páginas em que as extensões trabalham e quando o fazem. Para tornar tudo simples, a Apple criou um botão específico para tal.

A página inicial tornou-se mais personalizável e as abas foram repensadas, aparecendo a miniatura da página se passarmos o cursor por cima de cada aba.

Página inicial do Safari

Como se não fossem novidades que chegassem, a Apple adicionou um tradutor embutido no Safari, permitindo traduzir páginas de forma simples e prática.

3 Shares: