Apple planeia investir em acessórios HomeKit próprios

A Apple começou por ser uma empresa do ramo tecnológico que se dedicava especialmente aos computadores e depois aos dispositivos portáteis como smartphones e smartwatches. No entanto, há algum tempo que tem diversificado o seu mercado. Uma das mais recentes apostas da marca, segundo consta, é no ramo dos automóveis autónomos.

Neste sentido, não restam dúvidas que a gigante da maçã quer, cada vez mais, ser a primeira opção dos consumidores em vários segmentos do mercado. As últimas notícias dão conta da presença da empresa em casas inteligentes. 

O mercado de “smart homes” é atualmente liderado pela Amazon e Google.

Assim, o objetivo da Apple não poderia ser mais claro: liderar este segmento. Para tal, procura afincadamente estabelecer parcerias e convencer empresas externas a desenvolver produtos e acessórios compatíveis com o seu HomeKit. 

Um novo relatório da Bloomberg, informa que Andreas Gal é o responsável por levar a cabo esta difícil tarefa. Recorde-se que, em 2018, a Apple adquiriu a Skill Labs, uma startup de Gal que, anteriormente, já tinha integrado também a Mozilla. 

Atualmente, a Apple já conta com dois produtos  para casas inteligentes, a Apple TV e o HomePod (este último nem sequer está disponível em Portugal!!). O facto de estes equipamentos serem compatíveis com poucos acessórios, a escolha do cliente recai nas duas marcas concorrentes já referidas. Mas a Apple não se fica por aqui. O mesmo relatório da Bloomberg afirma que a empresa coloca em cima da mesa a possibilidade de produzir acessórios inteligentes próprios, com o seu certificado HomeKit, nomeadamente lâmpadas e fechaduras. Espera-se também que em 2020 seja lançada uma nova versão HomePod e com um preço mais convidativo que o anterior. O HomePod foi muito elogiado pela sua qualidade sonora, mas o seu preço elevado, quando comparado com o oferecido pela Google e Amazon, leva a que o produto tenha obtido pouca adesão.

Outra das possibilidades que a Apple não descarta passa pelo desenvolvimento de câmaras de segurança para casas que poderiam ser usadas no “HomeKit Secure Recording”, um novo recurso do iOS 13. Desta forma, poderiam ser enviados vídeos para o iCloud, permitindo ao utilizador verificar o que se passa na sua residência. 

Os fabricantes de acessórios inteligentes relatam que ainda não apostam no HomeKit pelo elevado custo e, também, pela demora na certificação pela empresa. 

Ansioso por novidades da Apple sobre casas inteligentes? Nós também!

2 Shares:

Deixa um comentário!