Deteção de quedas do Apple Watch continua a salvar vidas

O Apple Watch é um caso de sucesso a todos os níveis, reforçado pela sua apetência para salvar vidas.

Ao longo dos últimos meses já perdi a conta aos artigos que publicamos sobre vidas salvas pelo Apple Watch. Ainda há algumas semanas foi um homem britânico salvo de uma condição cardíaca detetada pelo smartwatch da Apple.

Desta vez, foi o sistema de deteção de quedas, presente no Apple Watch desde o Series 4, a salvar um homem e a sua companheira de caminhada em New Jersey, Estados Unidos.

Segundo avança o Business Insider, o Apple Watch voltou a ser o herói do dia. Assim, um homem de 28 anos de seu nome James Prudenciano e a sua companheira, Paige Paruso, estavam a caminhar na natureza no Hartshorne Woods Park quando o acidente sucedeu.

Tal como declarou James, estava já a escurecer e por isso estavam com dificuldades em ver o caminho certo. Então, os dois caminhantes escorregaram por uma ravina e caíram para as margens do rio Navesink.

Paige, a mulher, felizmente não sofreu lesões de maior, contudo James no momento da queda embateu numa rocha que lhe provocou fraturas nas costas em três locais diferentes.

O Homem avançou mesmo que tinha dores muito fortes e chegou mesmo a pensar que ali morreria. 

“Eu literalmente disse adeus à vida” disse James.

Felizmente tinha no seu pulso o Apple Watch que ao detetar a sua queda, automaticamente acionou os serviços de emergência locais. Estes deslocaram-se ao local de barco e salvaram os dois caminhantes.

Convém lembrar que o sistema de deteção de queda não está ativo por defeito para os utilizadores com menos de 65 anos. Porém, mais vale jogar pelo seguro pois nenhum de nós sabe o dia de amanhã.

Se quiseres saber mais sobre este recurso podes ler aqui, e caso o queiras ativar podes ver aqui como.

2 Shares:

Deixa um comentário!