iPhone ou Android!! Trocar ou não trocar? Eis a questão.

Há-de ser uma questão eterna, e que provavelmente permanecerá sem consenso. Troco do Android para o iPhone, ou vice-versa?

Considero-me com alguma propriedade em poder falar neste assunto uma vez que já passei por ambos os processos. Há alguns anos abandonei o iPhone 3GS e passei para um Android (Sony) e passados outros bons anos e vários modelos e marcas (Samsung, LG, Huawei…), há um par de anos regressei ao iOS pela mão do iPhone 8 Plus.

Neste período que passei pelo Android, o iOS tornou-se mais maduro e permissivo. Essencialmente o que me tinha levado ao Android eram as limitações que à data o iOS 4 e 5 tinham.

Depois do deslumbre inicial com o maravilhoso mundo das apps as amarras tornaram-se para mim demasiado apertadas. Contudo, anos depois a liberdade do Android cansou-me e regressei ao iPhone com iOS 11, bem mais permissivo do que há uns anos atrás, hoje ainda melhor com o iOS 13.

Neste momento, com mais dispositivos Apple e completamente submergido no ecossistema não tenho pretensões imediatas em regressar ao Android. Ainda assim faço por vezes o exercício de pesar os prós e os contras de uma troca de sistema. Com efeito, é esse mesmo exercício que vos vou discriminar abaixo.

Escolha variada ou nem por isso…

É um facto inquestionável, se desejares enveredar pelo mundo Android tens uma diversidade imensa de marcas e modelos com os mais diversos designs, especificações e preços.

Na Apple estamos a falar de uma marca só e aquela meia dúzia de iPhones, os designs são pouco diversificados, mas atuais e bonitos. Podes também contar com qualidade de construção premium mesmo nos modelos mais baratos.

Um iPhone é um dispositivo que mantém a sua qualidade e desempenho ao longo dos anos de utilização. Comparativamente um iPhone com quatro ou cinco anos ainda é um equipamento capaz, ao contrário um qualquer Android com o mesmo tempo de utilização é já quase “obsoleto”.

O preço…

Para além da tal meia dúzia de modelos à venda no site oficial da Apple, podes ainda encontrar à venda iPhones 6S/Plus e 7/Plus novos em diversos retalhistas em Portugal. Estes têm preços diversos, mais baixos relativamente aos mais recentes, vale a pena fazer uma pesquisa para procurares o melhor negócio.

Temos que ter em conta que regra geral um iPhone com cinco anos continua a receber atualizações de sistema operativo e actualizações de segurança isso é válido ainda por mais anos. Isto tem influencia direta no seu preço.

Já no que concerne aos Android a tua carteira é que manda o que queres comprar, obviamente sacrificando todas as especificações, há smartphones para todas as carteiras, pese embora que não há milagres, quanto mais baratos menos “smart” são. Ainda assim podes encontrar equipamentos bastante competentes para o dia a dia por um valor bastante modesto.

Importa ainda referir que qualquer iPhone é muito mais valorizado na hora de vender para trocar de smartphone. Isto é garantido, um iPhone e qualquer Android comprados novos por um valor de mercado igual, em dois anos o Android desvaloriza consideravelmente mais.

Costumização e serviços Google

Os serviços Google são uma “não questão”. Praticamente todas as apps Google estão disponíveis no iOS. Mais incrível é que algumas conseguem mesmo ser mais eficientes, mais bonitas e ter mais privacidade no iPhone do que em qualquer Android. Isto claro é fruto da suavidade e excelência do sistema operativo iOS.

A costumização, essa já é uma questão a ter em conta, por exemplo para quem aprecia posicionar os ícones das apps a seu gosto. Ou então para quem gosta de widgets, são muito mais eficientes no Android.

Privacidade

Este é um tema delicado, não existe marca ou sistema operativo perfeito neste aspeto.

A Apple sempre apregoou a segurança e a privacidade como sendo uma das suas bandeiras. Contudo, no melhor pano cai a nódoa e como tal, houve já falhas, como foi o caso recente da Siri.

Por sua vez a Google também não é exemplo e a verdade é que um sistema operativo livre como é o Android, nunca poderá ser perfeito a este nível. Cada marca faz as suas alterações e costumização de menus e a Google vai lutando pela tentativa de manter a sua Play Store, com um nível de privacidade e segurança aceitável. É uma luta sem fim apesar de muitas melhorias nos últimos anos.

Apesar de tudo, pessoalmente sinto-me mais seguro com o iPhone, o facto de ter um sistema operativo proprietário e exclusivo, permite à Apple controlar melhor a App Store e temos quase por garantido que a app que estamos a instalar é de confiança.

O ecossistema

Já falei atrás no ecossistema, e este é de facto abrangente tanto pelos equipamentos como pelas apps e serviços. Muitas vezes dizemos que estamos presos ao ecossistema da Apple. Mas é uma prisão boa, tudo é tão prático, rápido e eficaz. O iPhone é provavelmente uma base mas a prisão faz-se com o resto dos gadgets da gigante de Cupertino e a forma como eles nos facilitam o dia a dia. O Apple Watch, os AirPods, o iPad o Mac…. posso continuar com os serviços iCloud, Apple Music, Arcade… não preciso dizer mais. Há tempos li algures uma crítica aos AirPods por não terem um sistema para aumentar/diminuir o volume. A Apple respondeu, basta rodar a coroa digital do teu Apple Watch e controlas o volume. O AirDrop é só mais um exemplo da versatilidade do ecossistema da maçã.

Por outro lado no Android o ecossistema ainda não é na minha opinião consistente, isto porque a nível de hardware cada marca tenta fazer vingar o seu ecossistema o que acaba por dividir um pouco as coisas. Todavia este ecossistema de apps da Google pode ser quase por completo usado no iPhone.

De resto podíamos comparar especificações, mas em topos de gama isso torna-se quase irrelevante sejam Apple, Samsung, Huawei, Google, etc. são com toda a certeza máquinas infernais.

É então uma guerra de sistemas operativos.

Em conversa com amigos já disse mais do que uma vez, não podemos eleger o melhor, o ideal era ter um de cada.

Não havendo essa necessidade/possibilidade temos que escolher o que mais nos vai agilizar o dia a dia. Neste momento escolhi o iPhone e o ecossistema da Apple, no futuro….. bem no futuro veremos.

12 Shares:

Deixa um comentário!