Homem de 30 anos deve a vida ao Apple Watch

vidas
vidas

Começamos a perder a conta às vidas salvas pelo Apple Watch.

Na Keynote de 10 de setembro, no momento da apresentação do Apple Watch Series 5, foi exibido um vídeo onde pudemos ver testemunhos reais de vidas salvas pelo smartwatch da Apple.

É uma verdadeira ferramenta de monitorização de saúde e mais recursos continuam a ser adicionados.

Desta feita, avança o The Sun, um homem de 30 anos no Reino Unido, praticante habitual de desporto, recebeu uma notificação do seu Apple Watch. Nesta, Chris Mint foi avisado de que lhe tinha sido detetada Fibrilhação Auricular. 

Obviamente isto é apenas um aviso e não um diagnóstico. Como tal, Chris decidiu consultar um médico a fim de efetuar os competentes exames auxiliares de diagnóstico. 

Contudo, o seu médico desvalorizou o aviso do Apple Watch, uma vez que o homem tinha sido saudável até então.

Depois de completados os testes, Chris foi diagnosticado como tendo duas válvulas no coração com falhas no seu funcionamento. Consequentemente era provocada uma arritmia, detetada pelo smartwatch. 

Deste modo, os médicos disseram ao paciente que o smartwatch da Maçã o teria salvo de no extremo, ter sofrido um ataque cardíaco.

A esposa de Chris Mint remeteu o episódio ao CEO da Apple, Tim Cook, que respondeu:

“Fico feliz por o seu marido ter procurado tratamento e que esteja bem agora. Obrigado por partilhar esta história – Ela inspira-nos a evoluir ainda mais”

Ainda há pouco ficamos a saber que o facto de o Apple Watch estar atualmente muito direcionado para a saúde se tratou de um “feliz acidente”, pelo menos assim pensarão os muitos utilizadores salvos.

7 Shares:

Deixa um comentário!