CineApple nº18: “Parasitas”, realidades opostas

Estamos de volta para mais uma edição do CineApple, após umas merecidas férias da rotina semanal.

Esta semana, escrevi sobre o filme de Bong Joon-Ho, um cineasta sul-coreano, que no passado já nos tinha presenteado com  filmes como “Okja” (2017) igualmente intrigante.

O “Parasitas” é sobre a história de duas famílias tão díspares quanto insólitas.

Ki-taek é o chefe duma família, onde mulher e filhos, tal como ele, estão desempregados.

Quando  Ki-woo se depara com uma proposta de emprego na casa de uma família muito rica, e confrontados com as dificuldades diárias como a falta de comida, vêem nesta oportunidade a esperança de uma vida um pouco melhor. O que esta família não estava à espera (nem nós espectadores e ainda bem!), era de, com as peripécias pelas quais a família rica estava a passar, houvesse espaço para que toda a família de Ki-taek acabe a trabalhar na casa dessa glamourosa família.

A interpretação a nível social que o público pode ter deste filme é mais que provável e poderá resultar em várias teorias ou opiniões, e com certeza todas terão o seu valor.

Irrefutável é de facto, a ideia do dramatismo social que impacta no espectador e duma aproximação à realidade que não é assim tão distante, mesmo que não se saiba de perto o que se vive ou como se vive diariamente na Coreia do Norte.

“Parasitas” pode ser o cenário actual da sociedade, não tanto pelo uso constante da tecnologia, como se fosse quase uma necessidade fulcral no dia-a-dia, e precisássemos dela tanto quanto de comida na mesa, mas pelas máscaras sociais que se usam cada vez mais para disfarçar várias realidades!

“Parasitas” mostra que as mentiras, traições ou vergonha que se possa sentir, nada tem a ver com raiz social, status ou riqueza. É uma forma de estar ou viver transversal a qualquer ser humano.

A crueza de algumas cenas, conseguem deixar-nos quase sem respirar, salvando-nos o humor de alguns diálogos, para nos aliviar de momentos desconcertantes e tornar o filme ainda mais interessante! Do triunfo e do impacto que está a causar, resulta já o prémio da Palma de Ouro de Cannes.

Não percam este filme!

Espero por vocês na próxima semana para mais um CineApple, até lá!

2 Shares: