Apple testa ecrãs OLED da empresa chinesa BOE

Novos rumores surgiram, avançando que a Apple estará a testar intensivamente ecrãs OLED, produzidos pela empresa chinesa BOE.

De acordo com um novo relatório avançado pelo Nikkei Asian Review, os futuros iPhones poderão trazer ecrãs OLED da BOE. Esta empresa chinesa, com instalações em Chengdu, na província de Sichuan, é a primeira empresa da China a produzir ecrãs OLED flexíveis.

tínhamos noticiado que a BOE estaria na lista de fornecedoras de ecrãs OLED para a Apple, juntamente com a Samsung e a LG.

Com efeito, a ideia da tecnológica norte-americana, é cortar custos e reduzir a dependência de empresas como a Samsung.

Visto que a Samsung é a principal fornecedora de ecrãs OLED neste momento, esta parceria com a BOE poderá ser a solução ideal para a Apple. Além disso, como o ecrã é o componente mais caro do iPhone XS e XS Max, isso seria um duro golpe para a Samsung. Assim poderia perder o seu melhor cliente, ou na melhor das hipóteses, ver a sua produção ser reduzida drasticamente. Sabemos que a Samsung leva bem caro por fornecer os ecrãs à gigante de Cupertino.

BOE, cumpre com os altos requisitos da Apple?

Tendo em conta a qualidade dos ecrãs OLED produzidos pela Samsung, há quem questione a qualidade da BOE Display. Contudo, para se ter uma ideia da dimensão da empresa chinesa, neste momento ela é a maior produtora mundial de LCDs.

Também fabrica LCDs (telas de cristal líquido) para os iPads e MacBooks da Apple. Sabemos que a Apple é bastante exigente no fabrico de componentes, portanto, a qualidade dos produtos da BOE, é uma não questão.

Tendo em conta tudo isto, a Apple está a considerar seriamente uma parceria com a BOE, como sua fornecedora principal.

Efetivamente, a BOE está ciente do forte mercado da tecnologia OLED, e está focada nisso. O valor estimado de faturação desta tecnologia, para este ano, é acima dos 30 mil milhões de dólares. Um valor superior ao do ano passado, que andou na ordem dos 25,5 mil milhões de dólares.

A Apple já está a testar ecrãs OLED flexíveis nas instalações da BOE, na China. Além disso a empresa chinesa está a construir outras instalações na província de Sichuan. Se eventualmente a Apple fizer parceria com a BOE, essas instalações serão alocadas à Apple, para futuras encomendas.

Duas fontes com conhecimento da situação, relataram ao Nikkei:

A BOE é provável que forneça para os novos iPhones no próximo ano, se ganhar a certificação. (…) Isso seria um marco significativo para a BOE, já que seria a primeira aquisição da Apple de ecrãs OLED feitos na China.

E a LG?

Contudo, rumores apontam que a LG será outra fornecedora de ecrãs OLED para futuros iPhones, além da Samsung obviamente. No entanto, a LG só forneceria à Apple, se cumprisse com os elevados padrões de qualidade requeridos pela gigante americana.

Em conclusão, independentemente do desfecho desta eventual parceria com a BOE, os rumores são muitos. Um deles, é que a Apple fará a transição para uma linha totalmente OLED em 2020. Nesse ano, especula-se que serão lançados três modelos com ecrã OLED, com os tamanhos 5,4″, 6,1″ e 6,7″.

Acham que a BOE Display, tem capacidade para suprir as altas exigências da Apple em relação aos ecrãs OLED? 

2 Shares: