Mais problemas no departamento de Saúde da Apple

Depois da saída do Dr. Andrew Trister dos quadros da Saúde da Apple, surgem agora notícias de mais contrariedades neste departamento.

Segundo avança a CNBC, existe discórdia no seio da equipa, o que tem também provocado saída de mais funcionários.

A divergência incidirá no facto de existirem opiniões contrárias sobre qual o rumo a seguir pelo departamento de Saúde. Nos últimos anos a marca de Cupertino tem-se focado em desenvolver recursos de saúde no iPhone e Apple Watch. Contudo, há quem defenda que se deverão tomar outros caminhos. 

Caminhos esses que segundo alguns funcionários da Apple deveriam ser mais ambiciosos. Com efeito, estes pensam que este departamento deverá passar para outros desafios, tais como dispositivos médicos, telemedicina e outros serviços de saúde pagos. Mais ainda houve quem defendesse que deveriam explorar mais a Beddit, uma empresa de monitorização do sono adquirida pela Apple em 2017.

O departamento de Saúde responde diretamente a Jeff Wiliams, que segundo fontes da CNBC, está empenhado em reunir as tropas para juntos seguirem o melhor caminho. No entanto, diz-se que, para ele se dedicar mais ao departamento de Saúde, terá que delegar controlo de outros projetos como é o caso do Apple Watch. Todavia, teve já que enfrentar a saída de nomes como Christine Eun, e Matt Krey entre outros. Todos eles ativos importantes na estrutura já há muitos anos.

Por fim, sendo esta uma das mais importantes apostas para o futuro da Apple espera-se que Williams consiga devolver a confiança ao grupo de trabalho.

2 Shares: