iCloud leva Apple novamente a tribunal

iCloud
iCloud

A Apple encontra-se novamente a contas com a justiça por, alegadamente, não informar de forma clara e transparente onde os dados dos clientes do iCloud são armazenados. 

De acordo com os queixosos, a gigante de Cupertino não respeitou a confiança dos seus clientes, usando o seu nome de forma abusiva para vender o serviço iCloud a novos potenciais utilizadores. Estes tinham plena certeza que os seus dados seriam guardados nos principais servidores da empresa. Contudo, o que na verdade acontece é que os mesmos são distribuídos entre servidores da Google, Microsoft e Amazon. 

Com efeito, segundo as informações legais do iCloud, assim que o serviço é ativado num dispositivo, todo o conteúdo é enviado de forma automática e armazenado pela Apple. Porém, não é feita nenhuma referência relativamente ao facto desse armazenamento ser feito em servidores propriedade de empresas externas. 

Ainda assim, a marca da maçã, garante que os dados dos seus clientes estão seguros. Afirmaram mais, que os mesmos dispõem das mais recentes tecnologias de segurança e políticas rígidas de proteção de dados, mas nem isso serviu para resolver a situação pacificamente. 

Resta salientar que, ao contrário das informações legais do iCloud em quase todo o mundo, o contrato do serviço da Apple na China é bastante mais detalhado em relação ao local onde ficam alojadas as informações dos clientes. 

2 Shares: