Apple pode lançar “SiriOS” na WWDC 2020

SiriOS

Nos dias que correm, é bem evidente que as assistentes virtuais, chegaram para ficar, e irão ser a tecnologia dos próximos anos.

O mercado de assistentes virtuais está ao rubro, sendo este extremamente disputado, basicamente, por quatro assistentes virtuais.

Google Assistant, Amazon Alexa, Cortana da Microsoft, e claro, a Siri da Apple. Contudo a Siri, tem ficado aquém da concorrência – principalmente das duas primeiras.

As assistentes virtuais, Google Assistant, e a Alexa, estão mais avançadas que a Siri. A diferença para a Cortana, é menor, mais ainda assim, a assistente da Microsoft, leva a melhor.

Com isto em mente, a Apple terá de fazer muito mais, para que a Siri, chegue mais longe. Ou no mínimo igualar a concorrência na IA (inteligência artificial).

Como citado acima, este mercado de assistentes virtuais, será uma tecnologia dos próximos anos. Perante essa realidade a Apple terá que trabalhar duro para se destacar da concorrência.

Um relatório publicado pela Mangrove Capital Partners, mostra que o trabalho para melhorar as assistentes virtuais, será traçado nos próximos dez anos.

Os analistas prevêem que a inteligência artificial das assistentes virtuais chegará a um nível bastante avançado. Está previsto que as conversas feitas entre assistentes virtuais, poderá se igualar a uma conversa entre seres humanos. Pelo menos na teoria. Isso porque os utilizadores começarão a usar muito mais a voz para controlar os seus dispositivos.

SiriOS, é possível?

Nesse relatório, na página 9, encontramos a resposta da Apple a respeito disso. Podem visualizar o PDF aqui.

A comunidade das tecnologias de voz espera que a Apple lance um “SiriOS” para desenvolvedores na WWDC 2020, o que ajudaria a acelerar a inovação e a adoção da assistente. “Um ‘SiriOS’ é desejável para permitir a inovação e é essencial para equiparar o progresso feito pela Amazon e pela Google com seus assistentes de voz” – Bret Kinsella

Se quiserem fazer o download, o documento encontra-se abaixo.

Parece que o SiriOS, é previsto já para a próxima WWDC 2020.

O relatório, não dá detalhes sobre como poderá ser esse novo sistema operativo SiriOS. No entanto sabemos que a Siri, está “embutida” nos atuais sistemas operativos da Apple. macOS, iOS, tvOS, watchOS e no futuro iPadOS.

Ao criar um sistema operativo, para a Siri, isso traria a possibilidade de a assistente virtual chegar a níveis muito mais elevados.

Senão, vejamos as coisas meramente de uma perspetiva especulativa.

Com a criação dum sistema operativo, SiriOS, seria normal os desenvolvedores terem acesso a ferramentas mais poderosas. Com essas ferramentas de integração, e sem as limitações de cada sistema operativo, era possível desenvolver todas as novidades em todas as plataformas de uma só vez. Era como se a Siri fosse um sistema operativo, dentro de outro.

A preocupação com a privacidade

Contudo os analistas da Mangrove, chamam à atenção da preocupação com a privacidade, por parte dos utilizadores.

Uma pesquisa recente feita pela Microsoft, mostrou que 41% dos utilizadores estão preocupados com a sua privacidade, relativamente às assistentes virtuais. Principalmente quando as assistentes ouvem tudo o que dizemos, mesmo sem pedir nenhum comando especifico.

Ora, é neste quesito da privacidade, que a Apple “puxa pelos galões”.

E faz questão de a referir nas suas publicidades, e até nas aquisições. Relembramos que a compra da startup Silk Labs, pela Apple, tem como objetivo isso mesmo. Essa startup de IA, e privacidade, também processa localmente os comandos de voz.

Se as informações do SiriOS, neste relatório se confirmarem, eventualmente a Apple, poderá chegar longe na questão da IA. Mas só com o tempo é que se perceberá se isso acontecerá, ou não.

3 Shares: