Apple abandona plano de flagship store em Melbourne, Austrália

Depois de muitos recuos e poucos avanços, a Apple vê-se forçada a abandonar o plano de materializar mais uma flagship store.

Não se pode, de todo, dizer que se trata de uma surpresa. Já no passado mês de fevereiro de 2019 o All Things Apple noticiou as dificuldades que o projeto estava a atravessar.

Assim a Apple viu agora recusado o pedido de demolição do Yarra Building. Este edifício seria demolido para dar lugar a um novo de raiz.

Por se tratar da Federation Square, uma praça de referência cultural em Melbourne, o projecto encontrou desde logo grande oposição.

Na verdade, o único apoio definido era da entidade gestora dos edifícios da Federation Square. De resto, tanto a população como outros orgãos públicos, sempre se opuseram à localização da Apple Store.

O Heritage Victoria, entidade responsável por parte da gestão da cultura estadual, foi dos organismos mais ativos nesta luta.

Deste modo, as entidades públicas australianas terão encetado uma manobra alegadamente propositada para pôr fim aos planos da Apple. Sucintamente, passaram a tutela da Federation Square para o Heritage Victoria. Ora desde logo se previa então que nem a alteração de projeto que se efetuou, salvaria os planos da Apple.

Os argumentos apontados foram sempre de que esta praça é um local de reunião cultural, e assim deve permanecer. Vários movimentos públicos se manifestaram contra a localização escolhida. Para eles, não era admissível ter um espaço comercial junto de alguns dos mais importantes museus da Austrália, como o National Gallery of Victoria.

Em declarações ao The Sydney Morning Head a Apple confirma o abandono do projeto. Porém, avança que “continua empenhada em servir bem os clientes, tanto em Melbourne como em toda a Austrália”. 

Plano de loja em Israel também gorado

O plano passava pela abertura de uma loja num espaço comercial localizado num dos arranha céus da cidade de Tel Aviv. 

A informação apesar de escassa aponta para divergências financeiras entre as pretensões de ambas as partes. Com efeito, tanto a Apple como a proprietária da Azrieli Sarona Tower, não almejaram chegar a um entendimento. 

Apesar de ser um dos países mais ricos e culturalmente mais ocidentalizado do médio oriente, ficou para já adiada a abertura da primeira Apple Store em Israel.

Para finalizar, juntando o caso de Estocolmo na Suécia, são já três os contratempos nos planos de expansão de lojas flagship da Apple.

5 Shares: